Catálogo online

Ampliar texto

Catálogo Santídio Pereira – Um olhar da memória | 23/08/2018

Santidio Pereira
Há dois anos, em dezembro de 2016, o jovem Santidio inaugurava sua primeira exposição na Galeria Estação, com curadoria de Rodrigo Naves.
Tinha vinte anos e seguia os passos do seu professor, o xilogravador Fabrício Lopes, coordenador do Ateliê de Artes no Instituto Acaia, instituição educacional sem fins lucrativos na cidade de São Paulo onde Santidio se formou. Esse primeiro momento nos mostrou que ali nascia um artista e que seus próximos passos deveriam ser seguidos com atenção.
A mostra foi um sucesso de venda, de público e de mídia.
Dedicado, sério e focado, Santidio interage com naturalidade no chamado mundo cultural, o que nos leva a pensar que nasceu artista. Constantemente faz novos cursos, mostra interesse em outras áreas, inclusive o cinema. Tem pela frente um mundo de oportunidades. Sua juventude, um ponto a seu favor, não o intimida. Participa de exposições coletivas, entra em editais, busca a trilha da experiência que levará ao sucesso.
Recentemente, foi selecionado por um júri de curadores de excelência reconhecida para uma exposição no Centro Cultural São Paulo, onde era a estrela. Em 2019 já tem garantida uma residência seguida de exposição, em Nova York.
Para esta mostra aconteceu um fato inédito na Galeria Estação. Fomos procurados por nossos amigos do escritório de advocacia Gusmão & Labrunie, que neste ano comemoram seu 30º aniversário de fundação. Eles nos pediram para patrocinar uma das nossas exposições de 2018.
Quando viram o trabalho do Santidio e conheceram sua história de vida, não tiveram dúvida. Era exatamente o que pretendiam. Incentivar uma carreira iniciante que já mostrasse a força da continuidade.
Aos nossos amigos, obrigada. Ao Santídio desejo que siga com toda a força que seu talento e sua juventude permitem.
Vilma Eid




Galeria Estação
Instagram