Notícia

26/03/2012 | A Arte que vem do Sertão

A Arte que vem do Sertão

Em uma região remota de Sergipe, Cícero Alves dos Santos, o Véio, cria esculturas que serão expostas na Fundação Cartier, em Paris.

Por Marina Fuentes

Quem passar, de carro ou a pé, pelo quilômetro 8 da rodovia Engenheiro Jorge Neto, pode achar que está vendo coisas. Noivas, grávidas, seres imaginários e cortejos fúnebres de figuras com feições sisudas se apresentam, em tamanho real ou amplificado, como verdadeiros gigantes transitando por aquele espaço remoto do sertão sergipano. É ali, naquele pedaço de roça, entre a cidade de Nossa Senhora da Glória e Feira Nova, que o artista Cícero Alves dos Santos, o Véio, cria e expõe a sua obra em madeira, dando sua versão para a história do povo sertanejo.

...

Revista Lindenberg & Life, 40

Leia a matéria completa no arquivo em PDF anexo.




Galeria Estação
Instagram